quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

O gato


Um gato,
em casa sozinho, sobe
à janela para que, da rua,o
vejam,
O sol bate nos vidros e
aquece o gato que, imóvel,
parece um objecto.
Fica assim para que o
invejem-indiferente
mesmo que o chamem.
Por não sei que privilégio,
os gatos conhecem
a eternidade

Nuno Júdice

2 comentários:

hfm disse...

Excelente post - junção de duas coisas de que muito gosto!

Papiro papirus disse...

Que giro :)